FLÓRIDA: Familiares das quatro vítimas fatais de acidente na SP-294 participam de audiência e “pedem Justiça”

Aconteceu na tarde desta terça-feira (26) no Fórum da Comarca de Flórida Paulista, a primeira audiência para a instrução sobre o acidente automobilístico ocorrido no km 609 + 100 metros da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros que envolveu um veículo VW Voyage com placas de Tupi Paulista e um GM Vectra de Flórida Paulista e que resultou na morte de quatro pessoas sendo dois homens e duas mulheres com idades entre 34 e 69 anos de idade na noite de 4 de maio de 2018.

A audiência ocorreu dentro da normalidade contando com reforço do policiamento e durou por mais de uma hora contando com a presença dos dois réus acusados pelo Ministério Publico pelo crime de homicídio doloso triplamente qualificado em decorrência da prática de racha conforme foi constatado no decorrer do inquérito, seus advogados de defesa, familiares das vítimas fatais, oito testemunhas que foram ouvidas pela primeira vez e também da juíza de direito do Fórum local e do promotor de Justiça.

Outras três pessoas ainda serão ouvidas, sendo dois policiais rodoviários e um morador de Ouro Verde, todos terão suas versões colhidas através de cartas precatórias que serão emitidas ao juízo do fórum de domicilio de cada um deles.

Com a oitiva destas três pessoas, será agendado o interrogatório dos réus que seguem em liberdade e posteriormente a alegação final com a manifestação do Ministério Público onde será definida pela juíza pela realização de júri popular ou julgamento de ambos.

FAMÍLIA PEDE JUSTIÇA

Familiares das vítimas vindas de Tupi Paulista, Campo Grande, São Paulo e outras cidades marcaram presença durante os trabalhos realizados no Fórum.

Notando a presença de nossa equipe, Romeu Xavier que perdeu a mãe, irmã, tio e cunhado na tragédia se aproximou e passou a conversar informalmente sendo que minutos após acabou desabafando à nossa reportagem.

“Minha família se foi, nunca mais será a mesma e os que sobraram: eu, minha outra irmã deficiente física e meu sobrinho de 15 anos órfão de mãe, estamos tentando juntar os cacos e formar uma nova família, ainda que mutilada, assombrada pela dor”, falou emocionado.

CLIQUE AQUI E ASSISTA AO VÍDEO


Ainda em suas palavras, Romeu destacou que “o único pedido é para que a Justiça ou mesmo os integrantes de um possível júri popular cumpram com seus papéis, uma vez que ficou claro e evidente não se tratar de um acidente e sim de total negligência por parte dos envolvidos que devem pagar pelo enorme dano causado.

“Foram quatro familiares meus, poderia ter sido de outras famílias. O maior pedido de Justiça é para que outras famílias não tenham que passar por tal situação de dor, desespero e a tristeza de ter que sepultar os corpos de quatro vítimas da imprudência”, finalizou.

Faixas, e camisetas com fotos e frases também foram utilizadas pelos familiares durante a presença tanto no interior quanto na parte externa do Fórum.

FOTOS: Reprodução/TV Folha Regional

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional
MAIS NOTICIAS
Carregue mais