Adolescente que matou mecânico com golpe de chave na cabeça ficará internado na Fundação Casa

O menor de 17 anos que no dia 11 de abril deste ano, por volta de 19h57, matou com um golpe de chave o mecânico Antônio Kitahara vai ficar internado em uma unidade da Fundação Casa por no máximo três anos.

A decisão pela internação foi representada pelo Ministério Público, através do promotor de justiça Ruy Fernando Anelli Bodini, da 3ª Vara Judicial e julgado procedente pela juíza Aline Sugahara Bertaco. A internação é uma medida sócio educativa e deve ser cumprida em uma unidade da Fundação Casa.https://scontent.fcgh5-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/61767104_468174447321585_5359734158769782784_n.jpg?_nc_cat=104&_nc_eui2=AeF4kaMGHTxVmv_qwfDQBb-h14N6TX9IHP8iIBtOT5L1KC1Ewr6AC9pGjqMhwwGhcmKutwoNB4cZ3VPXnonxqOijaXvTjomntl9VBWiDJ4NeWQ&_nc_oc=AQn59A536cF8n2r71tQVeU_YRfwFLIxHxQNNilioTpHM3lDf88shTWJGwS7ylTjrX84&_nc_ht=scontent.fcgh5-1.fna&oh=4790be7b3e519ba07a8a9fa8f0dfca58&oe=5D87C8E2

Kitahara foi agredido e acabou morrendo no interior da oficina, do qual ele era proprietário, na rua Joaquina Maria André, no bairro Tonico André, em Dracena.

O menor será submetido a cada seis meses a avaliação psicológica, pedagógica e social.  Atualmente ele está apreendido na Fundação Casa de Irapuru.

O promotor de justiça Ruy Bodini justificou a necessidade da internação considerando a gravidade da infração pelo menor praticada (homicídio) e de suma importância para garantir a ordem pública, porque segundo ele, o menor não segredado, poderia incidir em novas práticas de atos infracionais de semelhante animosidade e por conveniência do Estatuto da Criança e do Adolescente.

A Justiça entendeu que a materialidade da infração de crime de homicídio está comprovada nos autos por meio do Boletim de Ocorrência e que a autoria foi comprovada pela confissão do adolescente em juízo.

De acordo com a Justiça, a medida é a única efetiva para afastá-lo da situação de risco na qual se encontrava, para inibir o cometimento de novos atos infracionais e para reinseri-lo-socialmente. A juíza Aline Bertaco pediu a execução da medida de internação e determinou o imediato cumprimento do mandado. O adolescente ao ser ouvido em juízo confirmou que a vítima o ameaçou por causa de um desfalque em dinheiro na conta bancária e por isso ficou com medo da ameaça e agrediu-a. 

FONTE: Portal Regional

https://scontent.fcgh5-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/61374250_467524024053294_3098758877601071104_n.jpg?_nc_cat=109&_nc_eui2=AeHz4vq1hEozDK4njxbnjyPT1BL9YYG2mn73G5600Pgz4uzY4fxBAx4HiTg7RD7CnMVGoXDm7hK95wRXPbB32_8REUChwo_lfdSQ5PHsrd2dKQ&_nc_oc=AQkNkciXecsZiwNjoX12lh6vowqm2N09HT_OvS-ZQB2KnIH5thIEZDqs6iq1v59c72Q&_nc_ht=scontent.fcgh5-1.fna&oh=5592a8672ed468160606a1d609343466&oe=5D522D8B

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional