Condenado por fraude em licitação, ex-prefeito de Lucélia se entrega à Polícia

O ex-prefeito de Lucélia, Carlos Ananias Campos de Souza, se entregou à Polícia Civil de Adamantina no início da tarde desta segunda-feira (24) – data em que a cidade que administrou entre os anos de 1997 a 2004 completa 75 anos. O ex-gestor foi condenado pelo crime de fraude em licitações na compra de software educacional.

A prisão de Carlos Ananias é resultado de nova condenação em um processo que teve início em 2005, na Justiça. Na decisão de 29 de maio deste ano, a juíza Lívia Martins Trindade, da 1ª Vara da Comarca de Lucélia, determinou a prisão do ex-prefeito, pois considerou vencidas as possibilidades de recurso.https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/61768226_468199800652383_2033572430886207488_n.jpg?_nc_cat=109&_nc_oc=AQlKBas_ixhENToGPFUK2avGhS8BFtlpLgQEmJ6__x12zLtze3DSRUf3akJ4JxSnv-A&_nc_ht=scontent-gru2-2.xx&oh=0377312920a89216dc9544b7bc27b413&oe=5D876947

O ex-prefeito já teve sua prisão decretada, neste caso, em 2017. Na época, Carlos Ananias obteve habeas-corpus que determinou a suspensão da execução provisória da pena até o esgotamento da jurisdição ordinária.

No último dia 29, a magistrada determinou a prisão do ex-gestor, conforme o Processo 0002022-53.2005.8.26.0326: “No tocante ao réu Carlos Ananias Campos de Souza, tendo em vista que não mais remanescem recursos na via ordinária pendentes de julgamento, ou seja, em 2ª Instância, cumpra-se a determinação do V. Acórdão (fls. 4504/4525), expedindo mandado de prisão em seu desfavor. Com a informação do cumprimento do referido mandado de prisão, expeça-se, com urgência, guia de recolhimento, encaminhando ao DEECRIM competente para execução da pena”.

Na manhã desta segunda, o advogado de defesa Rodrigo Fazan entrou em contato com a Polícia Civil de Adamantina informando que o ex-prefeito de Lucélia se entregaria no período da tarde de hoje, o que ocorreu. Ele está detido na Cadeia Pública de Adamantina, podendo ser transferido para o CR (Centro de Ressocialização) de Presidente Prudente já nesta terça-feira (25).

Carlos Ananias foi condenado, em primeira instância, a pena de quatro anos e um mês de detenção, no regime inicial semiaberto, e ao pagamento de 12 dias-multa.

Além de ex-prefeito de Lucélia, ele foi vereador em Lucélia por três mandatos, entre as décadas de 1970 e 1990, e é pai do atual prefeito Carlos Ananias Campos de Souza Júnior.

FONTE: GI Notícias

https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/64693904_2320529424694637_6203220655727443968_n.jpg?_nc_cat=103&_nc_oc=AQkT8r80AmCYe-mm7XqIA1p4m6HGhekY2bl2y2GMNsIaah8K9o5Ru7va9gRqrXzBxD4&_nc_ht=scontent-gru2-2.xx&oh=63b9144d7f2877cfee9b09fdeee853a4&oe=5D86AEF9

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional