FLÓRIDA: Acusados de espancamento, roubo e morte de idoso são condenados a 30 anos de prisão

Os floridenses Jackson Ferreira de Lima e Natan de Souza da Silva, acusados pela Justiça de espancamento, roubo e morte de um idoso de 77 anos em Flórida Paulista foram condenados em primeira instância pela Justiça a 30 anos de prisão cada.

Segundo consta nos autos, o crime aconteceu na madrugada de 9 de setembro do ano passado quando ambos invadiram a residência em que o idoso morava que fica localizada no cruzamento das avenidas Tucuruvi e Wilson Fróio Júnior na Vila Monteiro II.

https://scontent.fbau1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/66452877_493499568122406_899735841092403200_n.jpg?_nc_cat=100&_nc_oc=AQk8-h32yvXgSuxwhqul6uXtvxDaiWJMxtU7hRCBP6KkMEAwMtIAL0WYfgZRP6zvT-MrxTCyl4tRFGxWSkEJMbuo&_nc_ht=scontent.fbau1-1.fna&oh=a21fbb73c781898edabbc558dc821cd2&oe=5DBB9EE8
Ambos são acusados de agredir o idoso fisicamente com o intuito de roubá-lo e posteriormente antes de irem embora, atearem fogo na casa deixando o idoso em seu interior.

O idoso foi salvo pela Polícia Militar, conduzido à Santa Casa de Flórida Paulista para atendimento médico e posteriormente transferido para Marília onde passou 27 dias internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), não resistiu e acabou falecendo devido aos graves ferimentos sofridos.

Segundo informou a Polícia Civil na época, os laudos do Instituto Médico Legal, apontaram que o idoso faleceu em decorrência das lesões causadas pela agressão, o que culminou com um novo rumo no inquérito, uma vez que o caso era tratado como roubo e que com o falecimento da vítima, converteu-se em latrocínio, tese esta apresentada pela Promotoria de Justiça na acusação e que foi acatada pelo Poder Judiciário.

Segundo informações que constam no processo, ambos seguem detidos em regime fechado, sendo Natan em Lavínia e Jackson em Pacaembu.

A Justiça informou ainda, que os advogados de defesa de ambos entraram com recurso solicitando que a mesma seja revogada e que sejam colocados em liberdade, ou que haja a diminuição da pena.

O caso agora será avaliado por desembargadores da 12ª Câmara do Tribunal de Justiça de São Paulo.

https://scontent.fbau1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/61520232_468199210652442_463192981420113920_o.jpg?_nc_cat=104&_nc_oc=AQlaKfea9iVpfm9_W3Hm27yiAWsFi4-FdeMWkWAcwFRz2eZ-YczrXB_wWCSHUEdO9tf9-dDHGmzOLjcE5V4RVSA6&_nc_ht=scontent.fbau1-1.fna&oh=f262524abccf3c05a11208c2918e3936&oe=5D7B2BE5

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional