Policial Civil aposentado reage a tiros a desocupação de residência e morre em confronto com a Polícia Militar

Uma troca de tiros deixou pessoas feridas em Dracena, na manhã desta terça-feira (6). Um dos baleados é um policial civil aposentado, que não resistiu e morreu. A ocorrência está em andamento. https://i0.wp.com/media.giphy.com/media/LRIcjoG8e4YeKJwSHe/giphy.gif?resize=373%2C280&ssl=1

Conforme as primeiras informações por meio do tenente-coronel Carlos Vitor Negri da Silva, comandante interino do Comando de Policiamento do Interior – Oito (CPI-8), o fato ocorreu durante o processo de imissão de propriedade, realizada pelo Poder Judiciário, para qual foi solicitado apoio da Polícia Militar. 

No local, durante as tratativas entre as partes e o oficial de Justiça, o proprietário (policial aposentado) teria disparado com uma arma de fogo contra a arrematante, que foi atingida de raspão na cabeça.

A lesão sofrida pela mulher foi considerada grave, mas ela não corre risco de morte, conforme a Polícia Militar. Ela deve ser transferida para uma unidade de saúde em Presidente Prudente.

Diante da situação, houve intervenção da Polícia Militar, que apoiava o Poder Judiciário, e o agressor foi alvejado, ainda conforme informou o Tenente-Coronel Negri.

ASSISTA A ENTREVISTA COM O COMANDANTE DO 25º BATALHÃO DA PM

O policial militar que disparou na defesa da arrematante para se desvencilhar durante o tiroteio, caiu no chão e sofreu escoriações nas mãos e nos joelhos. De acordo com a PM, ele também foi socorrido e passa bem.

“Toda ocorrência será apresentada na Polícia Civil de Dracena. Paralelamente iremos adotar as providências de Polícia Judiciária Militar, na forma estabelecida para esses casos”, disse o comandante. (FONTE: G1 Presidente Prudente)

https://i0.wp.com/media.giphy.com/media/LRgCgJvxVQhiFdGdcD/giphy.gif?resize=561%2C421&ssl=1

 

MAIS NOTICIAS
Carregue mais