OSVALDO CRUZ: Câmara aprova abertura de investigação contra o prefeito

 

 

A Câmara de Osvaldo Cruz aprovou a abertura de Comissão Especial de Inquérito (CEI) contra o prefeito Edmar Mazucato (PSDB) por suposto ato de improbidade administrativa em razão descumprimento de lei municipal nº 2.326/2002, que recentemente foi alterada por uma proposta do vereador Roberto Amor Lhana do PV para dar prazo de 24 horas a quem abrir buracos pela cidade, em ter a obrigação de tapá-los.

O pedido de abertura de investigação foi formulado pelos vereadores Roberto Amor (autor da Lei) e Fábio Bertassi (Palhaço Parafina) – ambos do PV; Roberto Pazotto (PP) e Valdemir Anselmo (MDB).

https://scontent.faep13-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/62101242_472821100190253_5407334770210242560_o.jpg?_nc_cat=107&_nc_eui2=AeHQN2G4H84IYGZf-4-tY9-A-zBKAONpKcHjEjNYbJNNG47QtzWoYWSPfAfqn3HrKyfhDThv2nQ5dHCP7GIFPJqQp_3orUOEA258i-52-m_90Q&_nc_oc=AQn_ophz6AcDGMhYHoVXH9MNbKdDgmPK_kPaVOjrvq_902NuwuvE78i3ha9ncydhzoQ&_nc_ht=scontent.faep13-1.fna&oh=3299734a682147b82187e90c8c58c1a9&oe=5E039977
O presidente da Câmara, Homero Massarente (MDB), acolheu a proposta e designou os membros da comissão que terão 45 dias para apreciar a denúncia e apresentar um relatório. Os vereadores nomeados para os trabalhos são Adenilson Barbosa (Exclusivo) (PDT), Roberto Amor Lhana (PV) e Valdemir Anselmo (MDB) – porém este último pediu para não participar.

A mesma denúncia já está como objeto de uma ação do Ministério Público de Osvaldo Cruz contra o município de Osvaldo Cruz, representado pelo prefeito Mazucato. Pela falta de fiscalização, entende o promotor Owen Miuki Fujiki, que o prefeito incorre em improbidade administrativa. Já o município defende que a proposta do vereador Roberto Amor Lhana é inconstitucional, tanto que é objeto de uma ação declaratória ainda sem sentença.

(Com informações do OCNET)

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional