Connect with us

Geral

Ecovias delata corrupção em concessões e faz acordo de R$ 650 milhões

Publicado

em

A concessionária Ecovias, administradora do sistema de rodovias Anchieta-Imigrantes, firmou ontem um acordo com o Ministério Público Estadual. Nele, a companhia afirma que todos os 12 contratos de concessão rodoviária assinados pelo governo de São Paulo a partir de 1998 foram fraudados por meio da ação de um cartel. Em acordo, a Ecovias se compromete a devolver R$ 650 milhões ao Estado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

De acordo com a Ecovias, o grupo formado por dezenas de empresas pagou propina a agentes públicos e fez repasses para caixa dois de campanhas políticas.

O cartel esteve em atividade durante as gestões de Mário Covas, Geraldo Alckmin e José Serra, todos do PSDB, como governadores do Estado de São Paulo.

No acordo de não persecução cível assinado ontem, a Ecovias se compromete a pagar R$ 650 milhões ao Estado.

R$ 150 milhões do total do acordo serão usados para reduzir 10% no valor da tarifa do pedágio da Ecovias entre 21h e 5h – a ação é voltada a caminhoneiros que continuam trabalhando em meio à crise do coronavírus. R$ 36 milhões serão usados para custear UTIs para pacientes com a covid-19 e para a realização de testes.

 

 

Publicidade
Publicidade

Mais Lidas