Connect with us

Geral

Acusado de matar companheira a marteladas e esconder corpo em parede de casa é preso

Publicado

em

A polícia prendeu um homem suspeito de matar a companheira a marteladas. Ele foi encontrado na noite de quarta-feira (15), na cidade de Juatuba, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Segundo a polícia, o crime foi descoberto na terça-feira (13), quando ele foi considerado foragido.

De acordo com a PM, denúncias anônimas levaram os policiais a encontrar Sidney da Silva Lopes escondido em áreas de construção. Ele chegou a solicitar abrigo a uma mulher que conheceu pelas redes sociais, mas teve o pedido negado por ela.

Ainda segundo os militares, o homem confessou ter matado Cleonice Correa de Jesus entre os dias 5 e 6 de abril, na casa onde moravam, na Barragem Santa Lúcia, Região Centro-Sul da capital. Ele disse ter usado um martelo de carpinteiro para cometer o assassinato.

Aos policiais, Sidney contou que ele e Cleonice usaram cocaína e ingeriram bebidas alcóolicas durante todo o dia do crime. Após uma discussão acalorada, o suspeito afirmou que a companheira se aproximou dele com uma machadinha e tentou golpeá-lo. Para neutralizar a vítima, o homem usou o martelo e desferiu vários golpes até matá-la.

No dia seguinte, o suspeito levou o corpo da mulher para um porão da casa onde moravam. Lá, ele preparou uma massa de concreto e jogou por cima. Segundo a polícia, Sidney ainda construiu uma parede sobre o cômodo, na tentativa de ocultar totalmente a cena do crime. O mau cheiro na casa fez com que os vizinhos acionassem a PM. A família também chamou os militares ao perceberem o sumiço de Cleonice.

Com o suspeito, os militares encontraram a arma do crime e cartões bancários da vítima. Segundo os policiais, ele já tem passagem por roubo à mão armada, furto e uso de drogas. O homem foi levado para a delegacia.

 

Publicidade
Publicidade

Mais Lidas