Connect with us

Polícia

ROTA encerra operação de combate ao crime na região

Publicado

em

A Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) revelou que a operação no Oeste Paulista foi encerrada devido à quarentena de combate à Covid-19 determinada em todo o Estado de São Paulo. 

Desde novembro do ano passado, o 1º Batalhão de Choque da Polícia Militar prestava apoio às equipes da região de Presidente Prudente em ocorrências de grande complexidade e no combate ao crime organizado.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

FOTO: Alberto Takaoka/SP

Em aproximadamente quatro meses no Oeste Paulista, os policiais da Rota realizaram mais de 300 abordagens, prenderam quatro pessoas em flagrante e apreenderam um adolescente por tráfico de drogas.

Houve ainda um procurado da Justiça pelo crime de roubo recapturado, conforme informou a Polícia Militar.

A tropa da Rota começou a operação em 1º de novembro de 2019 e patrulhava diariamente na cidade de Presidente Prudente e no entorno, bem como nos municípios de Caiuá, Presidente Bernardes, Presidente Epitácio e Presidente Venceslau.

FOTO: Reprodução/Veja

“A principal meta, que era, além de combater o crime organizado que atua na região, propiciar sensação de segurança para toda a população da região prudentina, foi feita com excelência”, declarou a Rota.

A Polícia Militar do Estado de São Paulo, instituição com 188 anos de existência, tem a missão constitucional de preservar a ordem pública. “Existem diversas modalidades de policiamento, que funcionam como engrenagens de um sistema voltado ao combate à criminalidade e à proteção das pessoas, cada uma com uma função específica”, declarou.

FOTO: Stephanie Fonseca

“O patrulhamento Tático de Rota é uma dessas modalidades, cuja função é atuar em apoio às demais modalidades de policiamento, em especial em ocorrências de grande complexidade e combater o crime organizado e as quadrilhas ultraviolentas”, acrescentou a Rota.

 

Na última semana de março, devido ao início da quarentena decretada em todo o Estado de São Paulo como meio de combate ao contágio do novo coronavírus, as equipes retornaram à capital paulista para um novo planejamento de emprego do efetivo.

Publicidade
Publicidade

Mais Lidas