Connect with us

Cidades

Floridense faz pedido antes de morrer vítima de câncer e chopp é servido durante seu velório

Publicado

em

Um velório realizado nesta terça-feira (6) chamou a atenção em Flórida Paulista. O motivo foram dois barris de chope colocados no local para familiares e amigos que foram se despedir de Ari Gonçalves Soares, de 56 anos, que morreu na noite da segunda-feira (5). A bebida durante o velório nem de longe representava indiferença com a morte do empresário, mas, pelo contrário, a intenção foi atender a um pedido feito por ele próprio ainda em vida.

O amigo Ramon de Oliveira Dellaqua foi quem contratou o serviço. Até a marca do chope que seria servido durante o velório foi escolhida por Soares, que teve seu pedido atendido.

“Ele sempre falava sobre esse desejo. Ari era uma pessoa positiva, alegre, feliz, extrovertida e era dessa forma que ele queria que fosse sua despedida, sem tristeza e dor”, contou Dellaqua. 

Além da bebida no momento de despedida, o empresário também pediu que o seu corpo fosse cremado. O desejo, conforme contou Dellaqua, também foi realizado.

“Quando o velório terminou, o corpo foi encaminhado a Araçatuba [SP], para a cremação. Posteriormente, as cinzas vão ser jogadas no mar, em Balneário Camboriú [SC]. Essa decisão foi dos amigos mais próximos, pois, como ele gostava muito de viajar, imaginamos que ficaria feliz”, falou.

Ari Gonçalves Soares, de 56 anos, lutava contra um câncer no pâncreas — Foto: Cedida

Soares lutava contra um câncer no pâncreas, mas não resistiu. Mesmo diante de toda a batalha que enfrentou em vida, quando partisse, queria todos alegres, pois, apesar das dificuldades que viveu, sempre manteve o sorriso no rosto e a alegria constante.

“As coisas aconteceram como ele queria. Nós bebemos e relembramos todas as histórias boas que vivemos com ele, sem tristeza e negatividade”, disse Dellaqua.

O amigo ainda contou que algumas pessoas não entenderam a atitude e que isso até gerou críticas.

“Pessoas que não tinham conhecimento do desejo do Ari fizeram críticas em redes sociais e julgaram o que foi feito. Isso não importa. O que importa é que realizamos o que ele mais queria”, ressaltou. 

Dellaqua contratou uma empresa de Adamantina para realizar o serviço.

O proprietário da choperia, Luiz Alexandre Santos Hagui, falou que de início pensou que seria uma brincadeira, mas depois percebeu que realmente era verdade.

“Foi uma experiência diferenciada. Não imaginava que isso aconteceria, pois nunca tinha oferecido esse tipo de serviço. Mas depois entendi que era a vontade do Ari e que ele queria as pessoas felizes”, contou.

Hagui também disse que diversas pessoas o contataram questionando sobre o serviço oferecido, pois gerou bastante curiosidade.

No velório, foram colocados dois barris de chope à disposição das pessoas que se despediram de Ari, cada um com 50 litros, totalizando 100 litros da bebida.

Chope foi servido durante velório em Flórida Paulista (SP) — Foto: Cedida

Ari Gonçalves Soares, de 56 anos, morreu na noite desta segunda-feira (5), na Santa Casa de Misericórdia de Flórida Paulista, onde estava internado.

O corpo do empresário foi velado em Flórida Paulista, das 9h às 12h. Posteriormente, foi levado à Araçatuba, onde foi cremado.

Ari deixou esposa e dois filhos, de 24 e 32 anos.

Ari Gonçalves Soares, de 56 anos, deixa esposa e dois filhos — Foto: Cedida

Publicidade

Mais Lidas