Connect with us

Cidades

Em nova atualização do Plano São Paulo, Oeste Paulista permanece na fase amarela

Publicado

em

Na nova atualização do Plano São Paulo feita pelo governo do Estado de São Paulo nesta sexta-feira (9), os 56 municípios do Oeste Paulista permanecem na fase amarela.

Os Departamentos Regionais de Saúde (DRSs) de Marília e de Presidente Prudente, aos quais estão vinculadas as 56 cidades do Oeste Paulista tiveram a fase amarela confirmada na última atualização do governo do Estado de São Paulo, no dia 4 de setembro. No entanto, a fase amarela teve início no dia 8 de setembro.

A nova atualização do Plano São Paulo começa a valer neste sábado (10) e vai até o dia 16 de novembro.

Entre as principais mudanças na etapa, está a alteração no horário máximo do funcionamento do comércio, das academias, dos shoppings, dos salões de beleza e dos prestadores de serviços, que passou de oito para dez horas.

Nos bares e restaurantes, o consumo local pode ser feito até as 22h e a permanência no estabelecimento deve ser no máximo até as 23h.

Desde o início da fase amarela, Presidente Prudente registrou 1.092 casos de Covid-19 e 38 mortes causadas pelo novo coronavírus.

Quando começaram as atualizações do Plano São Paulo, em 27 de maio, os municípios do DRS de Presidente Prudente estavam classificados na fase amarela. Depois, em 10 de junho, regrediram para a fase vermelha, na qual permaneceram até 10 de julho, quando subiram para a etapa laranja. Desde então, esta região continuava estagnada, sem evolução ou decréscimo, na fase laranja, até conseguir passar para a etapa amarela, que foi anunciada no dia 4 de setembro.

Já os municípios do DRS de Marília começaram, em 27 de maio, na fase laranja. Em 19 de junho, decaíram para a fase vermelha. Em 10 de julho, subiram para a fase laranja, na qual ficaram até a atualização feita em 7 de agosto, quando evoluíram pela primeira vez para a etapa amarela. No dia 21 de agosto, voltaram a regredir para a fase laranja, na qual permaneceram até o dia 4 de setembro, quando retornaram para a etapa amarela.

A fase amarela permite reabrir bares, restaurantes e salões de beleza com 40% da capacidade, além de academias com 30% de vagas e expediente limitado a oito horas por dia.

Plano São Paulo

Para começar a reabertura do Estado em 1º de junho, o governo dividiu o território de acordo com os 17 Departamentos Regionais de Saúde. A Grande São Paulo foi subdividida em outras 6 regiões, uma para a capital e outras 5 para cada grupo de cidades da Região Metropolitana. A flexibilização da quarentena é feita de modo diferente em cada uma dessas regiões.

Os critérios que baseiam a classificação das regiões são:

  • ocupação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva;
  • total de leitos por 100 mil habitantes;
  • variação de novas internações, em comparação com a semana anterior;
  • variação de novos casos confirmados, em comparação com a semana anterior; e
  • variação de novos óbitos confirmados, em comparação com a semana anterior.

 

Publicidade
Publicidade

Mais Lidas