Connect with us

Cidades

MARIÁPOLIS: Creches e escolas não retornam aulas presenciais neste ano

Publicado

em

A decisão de que as aulas presenciais das creches e escolas continuarão suspensas até o fim do ano de 2020 foi tomada após reuniões com o CME – Conselho Municipal de Educação, gestores das redes, dirigentes municipais da região, prefeito, Comissão Municipal de gerenciamento da pandemia da Covid-19 representada por profissionais municipais e estaduais da educação, pais de estudantes, representantes da saúde, assistência social, poder executivo, merenda escolar, Câmara de vereadores e Conselho tutelar.

Além das escolas da rede municipal de ensino, a escola estadual Profª Elmoza Antonio João também não retornará as aulas.

Conforme as informações, a decisão ocorreu após ser pesquisada a opinião de pais e responsáveis dos alunos da rede, dos educadores e funcionários da educação, através de consulta pública, no qual totalizaram 89% contra o retorno. Estudos também inviabilizam a retomada das aulas para este ano, por não haver uma segurança de que o público atendido não será contaminado pela Covid-19, visto que, geraria um aumento considerável no fluxo de pessoas circulando no território local e ressaltando inclusive, os protocolos rígidos e questões estruturais das unidades.

As aulas continuarão sendo aplicadas de forma remota através de atividades impressas, grupos de WhatsApp, videoaulas, entre outros, com toda assistência aos alunos e familiares e seguindo o que prevê o Parecer do CNE – Conselho Nacional de Educação nº. 05/ 2020: “A realização de atividades pedagógicas não presenciais visa, em primeiro lugar, manter o aprendizado evitando o retrocesso por parte dos estudantes e a ‘fortalecer os vínculos’, visto que a ausência destes, poderia levar a evasão e abandono”. Esclarecendo que, segundo a Resolução Seduc-SP de número 61 publicada em 31 de agosto de 2020, “cabe a cada município decidir por decretar ou não o seu posicionamento quanto o retorno das aulas…”. Sendo assim, pensando com prioridade na segurança de todos e em preservar vidas, o Conselho Municipal de Educação se posicionou contra um possível retorno, conforme os pareceres nº. 03 de 26 de agosto de 2020 e nº. 04 de 15 de setembro de 2020 e também foi publicado pelo município o Decreto nº. 57 de 30 de setembro de 2020 que “dispõe sobre a suspensão da retomada das aulas e atividades presenciais em toda rede pública municipal e estadual de ensino até o fim do ano letivo de 2020, no contexto da pandemia Covid-19”.

As escolas e a Secretaria Municipal de Educação permanecem com os atendimentos normais, porém recomendam que sejam feitos preferencialmente pelos telefones ou e-mail para que evite aglomerações, pensando sempre na segurança e saúde de todos.

Publicidade

Mais Lidas