Connect with us

Geral

Pai e filho mortos em acidente com três caminhões costumavam viajar juntos, diz amigo

Publicado

em

Pai e filho que morreram no acidente envolvendo três caminhões na Rodovia Castello Branco, em Avaré (SP), tinham costume de viajar juntos, de acordo com um amigo.

O caminhoneiro Emerson Sanches Avelaneda, de 31 anos, estava com o filho Heitor, de 6, quando bateu na traseira de um caminhão na noite de quinta-feira (22). Um terceiro veículo atingiu os dois caminhões batidos.

“Quando não estavam viajando juntos, o menino ficava com os tios que ele também era muito grudado, mas o pai sempre esteve presente”, conta Henrique do Vale Vital Alves, amigo da família.

Um vídeo encaminhado ao G1 mostra o menino na cabine do caminhão falando em um rádio amador, muito usado por caminhoneiros, durante uma das viagens com o pai. “Está na escuta? Para aí o caminhão para a gente passar na frente de vocês”, diz o garoto em um trecho da gravação. 

Segundo a Polícia Militar Rodoviária, Emerson dirigia um caminhão que transportava livros. Heitor estava no banco do passageiro quando bateu na traseira de outro veículo.

Sem conseguir desviar do acidente, um terceiro caminhoneiro bateu o veículo nos outros dois. Pai e filho foram socorridos e levados ao pronto-socorro da cidade em estado grave e não resistiram aos ferimentos.

“Sempre considerei o Emerson como um irmão. Ele sempre me ajudou quando eu precisava de uma palavra amiga, sempre me chamava para ir carregar caminhão com ele.”

Pai e filho foram velados e enterrados na sexta-feira (23), no Cemitério Municipal de Iacri (SP), cidade onde moravam, e caminhoneiros fizeram uma homenagem com um “buzinaço”.

“Eu estou bastante triste com o acontecimento, nem dormi essa noite [de quinta-feira], fiquei chorando. O que fica de aprendizado é que a gente tem que aproveitar mais as pessoas que nós amamos, porque o amanhã só pertence a Deus”, diz Henrique.

Publicidade
Publicidade

Mais Lidas